01/mai 2011

Nós sempre teremos o Empire State Building

Embora não seja (mais) o maior edifício do mundo, difícil pensar em prédio mais conhecido e mais cultuado do que o Empire State Building. O gigante de 102 andares, inaugurado em 1 de maio de 1931, já serviu de inspiração para inúmeros filmes e séries ambientados na Big Apple, e talvez seja o edifício mais citado pela cultura pop.

O Empire State vira e mexe é alvo de destruição dos diretores do cinemão americano. Em Independence Day (1997), por exemplo, o prédio veio abaixo com raios de uma nave alienígena. Mas o ataque mais famoso (e menos destrutivo, é verdade) foi em 1933, no filme King Kong. O gorilão não fez cerimônia e levou a atriz Faye Wray para o topo do Empire State, em uma das cenas mais emblemáticas do cinema.

A imagem que abre este post é tão célebre quanto qualquer outra do Empire State, e talvez seja uma das fotos mais parafraseadas da história. Ela foi tirada pelo sociólogo (e, lógico, fotógrafo) Lewis Hine, durante a construção do Empire State. As imagens, que mostram os operários trabalhando sem nenhuma condição de segurança, são belas e impressionantes (mais impressionante é saber que, apesar da falta de segurança, “apenas” 5 operários morreram em acidentes durante as construções do edifício). A imagem dos operários almoçando já foi alvo de paráfrase em Friends, CSI, e até com bonequinhos Lego.

Mas talvez a mais bela homenagem feita ao Empire State pelo cinema tenha sido em 1957, com Tarde Demais Para Esquecer. No filme, Cary Grant e Deborah Kerr se conhecem em uma viagem de navio mas, envolvidos com outras pessoas, resolvem marcar um encontro para dali a 6 meses, no topo do Empire State. Na data marcada, porém, Terry, a personagem de Kerr, não aparece. Nick fica furioso, mas mal sabe que a garota, tão ansiosa para encontrar o amado, atravessou a rua olhando para cima, e acabou atropelada. Não, ela não morre, e os dois acabam eventualmente se encontrando, mas contar isso já seria estragar a surpresa. A premissa é a mesma que inspirou Sintonia de Amor (1993), em que Tom Hanks e Meg Ryan também marcam um encontro no topo do Empire State. Mesmo local, aliás, em que se conhecem Ben (Jason Biggs) e Kate (Sarah Chalke), na série recém-estreada Mad Love.

Por isso, motivos não faltam para comemorar hoje os 80 anos do Empire State Building, que hoje pode não ser mais o maior do mundo (apesar de, desde a queda das torres gêmeas, ter voltado a ser o maior de New York), mas continua sendo o maioral na cultura pop.

Categoria: Cinema, Televisão

Tags: , , , , , , , ,


Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons.
Fósforo. © 2011 www.fosforo.blog.br