15/out 2011

O Meme Literário de Um Mês – Dia 15

15– Qual é o seu vilão literário favorito?
Por que?

A literatura tem muitos vilões capazes de cometer as maiores atrocidades. Mas poucos têm a capacidade de gelar a espinha de qualquer um só de pensar na sua existência, e acho que nenhum causou mais impacto na cultura pop. Estou falando de Drácula, o personagem criado por Bram Stoker em 1897.

Seu rosto não era agradável. Era duro, cruel e lascivo, e seus grandes dentes brancos, que pareciam mais brancos ainda porque seus lábios eram muito vermelhos, eram aguçados como os de um animal.

A descrição acima é como uma das personagens do livro vê o maligno Conde Drácula. De meter medo, não é não? Vale lembrar que a figura do vampiro não foi criada por Bram Stoker, mas sem dúvida foi o autor quem ajudou a popularizá-la e fazer com que os vampiros seja o que há de mais pop na cultura atual.

Drácula

O livro é um romance epistolar, ou seja, todo montado através de cartas enviadas entre os personagens e registros em diários. A história é do jovem Jonathan Harper, que viaja até a Transilvânia, onde conhece o excêntrico dono de um castelo, Drácula, figura que ele vai entender logo ser mais que simplesmente estranho.

Me lembro de ter começado a ler Drácula pela primeira vez ainda lá pelos 12 anos, mas acabei abandonando a leitura. Realmente, o livro não é de fácil digestão, pelos termos usados, pouco comuns para um garoto tão novo, e também pela narrativa às vezes um pouco arrastada. Mas sem dúvida, é um clássico que merece ser lido, e duvido que exista vilão mais amedrontador e ao mesmo tempo admirado quanto o Conde Drácula.

Imagem do post por Masked-Scaramouche.

Este post faz parte do Meme Literário de Um Mês 2011, proposto pelo blog Happy Batatinha. Participe, e leia os outros posts que fiz para o projeto.

Categoria: Livros

Tags: , ,


Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons.
Fósforo. © 2011 www.fosforo.blog.br