01/ago 2012

Autobiografia de uma camisinha

Fantástico o texto de Simon Rich na New Yorker dessa semana. Uma camisinha conta sua história, desde quando saiu da loja, o (longuíssimo) tempo que ficou guardada na carteira de um jovem, fez amizade com os cartões e cédulas da carteira, até a hora em que finalmente vai ser usada. Nesse momento, surpresa, e a camisinha tem um belo final. É em inglês, mas vale a pena ler, nem é tão difícil não. Delicado e engraçado. Vi a dica no Ricardo Lombardi. Traduzi um trechinho só pra você sentir a vibe:

Nesse noite, o Cartão do Metrô me diz coisas estranhas sobre mim mesma. A princípo,  não acredito no que ele diz. Mas ele insiste que é tudo verdade. Quando eu começo a entrar em pânico, ele ri. Ele diz “Você pensou quer era feito pra quê?”. Fico envergonhada de admitir a verdade, que eu pensava que era um balão.

O texto completo está aqui.

Categoria: Jornalismo

Tags: , ,

2 comentários




Veja nossa política de comentários

  • Ótimo mesmo! Adorei! Final feliz, ufa!

    =P

    ahsiahiha… essa brincadeira de imaginar objetos como gente é legal.

    [Reply]

    2 de agosto de 2012 às 10:46
  • Willyans disse:

    Meu inglês não é dos melhores, mas foi suficiente para ler o texto. Foi suficiente para algumas risadas. Recomendo…

    [Reply]

    21 de agosto de 2012 às 11:14

Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons.
Fósforo. © 2011 www.fosforo.blog.br