31/out 2011

As melhores fantasias de Halloween da TV

Pois é, galera! Hoje é Halloween! A data quase não é comemorada por aqui, mas lá nos EUA é uma verdadeira febre. Não é à toa que todo ano a maioria das séries da TV americana dedicam um episódio especial ao feriado. Vamos ver algumas das fantasias mais legais que nossos personagens favoritos já usaram?

Cinco_ O Jeff de Community não queria ter muito trabalho com a fantasia. Bastou colocar um terno bacana e uma bola debaixo do braço e voilà: David Beckham!

 Halloween

Quatro_ Marshal e Lily, de How I Met Your Mother são mesmo o casal perfeito: até na hora de se fantasiar os dois pensam juntos. E resolveram se vestir como uma dupla bem inusitada: o pirata e seu papagaio.

 Halloween

Três_ Outro  casal que se fantasiou unido: Phil e Claire, de Modern Family, como um casal freak-bizarro-zumbi que assustava todas as criancinhas da vizinhança.

 Halloween

Dois_ Trocadilho infame no número dois. O Ross, de Friends, quis criar uma fantasia diferente, e usou todo o seu conhecimento científico para isso. O que é o que é? Uma batata com uma antena na cabeça. Spudnik (spud é batata em inglês). Hein? Hein?

Halloween

Um_ A melhor de todas: o Jim, de The Office, escreveu a palavra book no rosto, ou melhor, na face. Face + Book = Facebook!

Halloween

Categoria: Listas, Televisão

Tags: , , , , ,

31/out 2011

O Meme Literário de Um Mês – Dia 31

31– Qual o livro que você leu esse ano que mais gostou?
Fale sobre ele.

Um DiaO livro que eu li esse ano e mais gostei talvez seja um dos livros que eu mais gostei em todos os tempos. É um livro que me emocionou, me fez rir, chorar, ter raiva e pena, me fez amar e odiar os protagonistas. É um dos poucos livros que me lembro de ter tentado ler mais devagar quando o fim se aproximava só para que ele não acabasse logo. Enfim, foi o livro pelo qual eu fiquei obcecado durante boa parte desse ano. Claro que estou falando de Um Dia, do David Nicholls.

“Viver cada dia como se fosse o último” – esse era o conselho convencional, mas na verdade quem tinha energia para isso? E se chovesse ou você estivesse de mau humor? Simplesmente não era prático. Era bem melhor tentar ser boa, corajosa, audaciosa e se esforçar para fazer a diferença. Não exatamente mudar o mundo, mas um pouquinho ao redor. Seguir em frente, com paixão e uma máquina de escrever elétrica e trabalhar duro em… alguma coisa. Mudar a vida das pessoas através da arte, talvez. Alegrar os amigos, permanecer fiel aos próprios princípios, viver com paixão, bem e plenamente. Experimentar coisas novas. Amar e ser amada, se houver oportunidade.

Nem vou me estender muito, porque já falei bastante sobre ele, já indiquei pra todo mundo que pude, e acho que não há muito mais o que ser dito. Talvez que o longa baseado no livro, com Anne Hathaway e Jim Sturgess, estreia no Brasil em dezembro.

E 31 dias depois…
E com isso termina o Meme Literário de Um Mês 2011, que a Tábata, do Happy Batatinha, propôs e, creio eu, ela deve estar muito satisfeita, porque o meme foi um sucesso. Da minha parte, adorei ter participado. Foi cansativo, sim, e em alguns momentos achei que não fosse dar conta de responder tudo, mas no fim deu tudo certo, e foi uma delícia. Cumpri meu objetivo principal, que era começar a falar mais de literatura por aqui, e confesso que o meme até me estimulou a ler mais durante esse mês.

Para mim, o que fica de melhor nessa história toda é o “troca-troca” que rolou nesses 31 dias. Recebi muitas visitas de outros participantes do meme e vários comentários carinhosos. Tentei ler muito do que foi produzido pelos participantes, comentar em seus blogs, mas confesso que fiz menos do que gostaria nesse sentido. Mas conheci vários ótimos blogs, que vou continuar acompanhando a partir de agora, como o .Livro, o Depokafé e o Quero morar em uma Livraria, para citar só três. Obtive ótimas dicas de livros para ler. Tantas que acho que só lá pra 2025 vou dar conta de ler tudo o que recebi de boas sugestões nesse mês. Sem contar que nunca postei tanto aqui no blog quanto nesse outubro de 2011.

Dito tudo isso, só tenho a agradecer à Tábata, que além de ter um blog muito bom, criou esse meme, e acima de tudo é um amor de pessoa. Valeu, Tábata!

Este post faz parte do Meme Literário de Um Mês 2011, proposto pelo blog Happy Batatinha. Leia os outros posts que fiz para o projeto.

Categoria: Livros

Tags: , ,

30/out 2011

E a volta do Beavis & Butt-head?

Você deve se lembrar de Beavis & Butt-Head: dois adolescentes estupidamente idiotas e, talvez, os personagens mais feios já criados em uma animação da TV. Mas a dupla fazia um sucesso monstruoso na MTV americana nos anos 90, fazendo comentários totalmente estúpidos (e, por isso mesmo, engraçadíssimos) dos clipes que a emissora exibia. Confesso que pouco vi do programa na época, sempre me irritou profundamente aquele grunhido-risada-whatafuck que eles ficam fazendo o tempo todo.

Pois bem. Eis que, agora, 14 anos depois do cancelamento do desenho pela MTV, os dois voltam à programação do canal e, como os clipes já não são mais o que eram nos anos 90, agora eles também comentam reality shows nos intervalos.

Beavis & Butt-head

No primeiro episódio, a dupla vai assistir a um filme da saga Crepúsculo, tiram uma com a cara da Kristen Stewart, zoam o filme até serem expulsos do cinema (“porque todo mundo fala sussurrando nesse filme?”, “talvez eles estejam com vergonha”, foi uma fala que me fez rir MUITO) e chegam à brilhante conclusão de que precisam ser mordidos por um vampiro ou lobisomem para conquistar as garotas. Mas o máximo que eles conseguem é uma mordida de um sem-teto, além de hepatite A, B e C. Mais idiota, impossível.

Não tenho muita bagagem pra falar, mas parece que o seriado manteve a mesma tônica dos episódios clássicos, e pelo que tenho lido, agradou a quem assistia na época. Da minha parte, não achei a oitava maravilha, mas dei umas risadas e gostei da zoação com os clipes, principalmente o de Kids, do MGMT (“Que tipo de pai deixa o filho participar de um clipe desses?”). É impressão minha ou foi daí que saiu a zoação do Mion com os clipes na época dos Piores Clipes do Mundo?

Ah, a MTV Brasil garante que vai exibir os novos episódios em 2012, mas não sabe quando ainda.

Categoria: Televisão

Tags:

30/out 2011

O Meme Literário de Um Mês – Dia 30

30– Qual foi o último livro que você comprou?
Fale sobre ele.

Essa pergunta é muito interessante. Primeiro porque não foi um, mas dois livros os últimos que eu comprei. E depois porque a compra dos dois foi motivada, direta ou indiretamente, pelo meme literário.

As Crônicas de Nárnia - As Montanhas de Budas

O primeiro eu já queria ler há um tempo, mas estava sempre adiando. Daí quando, no dia 26 do meme, o Henderson do Depokafé disse que o livro mais longo que ele tinha lido era As Crônicas de Nárnia, do C.S. Lewis, em uma edição volume único, fui olhar, só por curiosidade, o exemplar no Submarino. Surpresa! Estava em promoção, de R$ 97,50 por R$ 29,90. Eu, claro, tive que aproveitar a promoção. Tudo bem que no dia seguinte ele estava R$ 14,95 (damn you, Submarino!) – mas para meu consolo hoje ele já voltou para os R$ 29,90.

O outro foi assim: no mesmo dia, a Georgia, uma das responsáveis pelo O que elas estão lendo, deixou um comentário aqui, falando que ela também tinha respondido àquela pergunta do meme. Educado que sou, fui ao blog dela, agradecer e responder ao comentário, e dei uma passeadas pelos posts, quando me deparei com um que falava sobre o livro As Montanhas de Buda, do Javier Moro. O livro é a história (real) de duas monjas tibetanas que, para fugir da opressão no Tibete, vão atrás de refúgio com o Dalai Lama. O que achei mais interessante é o fato do livro contar, ao mesmo tempo, a história do próprio Dalai Lama. Juntando a fome com a vontade de comer, veja só, o livro estava também em promoção, por meros R$ 9,90. Claro que tive que comprar.

Fiz a compra na quarta, 26, e os livros chegaram pelos Correios ontem. Não vou falar mais sobre eles porque, obviamente, não os li ainda. Para isso, recomendo os respectivos posts que me levaram aos livros, linkados nos parágrafos aí em cima.

E amanhã tem o último post do meme literário. Você vai ter saudades? Eu sim!

Este post faz parte do Meme Literário de Um Mês 2011, proposto pelo blog Happy Batatinha. Participe, e leia os outros posts que fiz para o projeto.

Categoria: Livros

Tags:

29/out 2011

Veja Melissa McCarthy toda faceira na capa da EW

Melissa McCarthy é mesmo uma comediante de mão cheia. Ela foi a eterna Sookie de Gilmore Girls, é a protagonista de Mike & Molly, a comédia de gordinhos do Chuck Lorre, e esse ano ainda esteve no (péssimo) filme Missão Madrinha de Casamento, no qual ela faz uma personagem bem bagaceira e totalmente diferente do modo como estamos acostumados a vê-la.

Não é de se espantar que a Entertainment Weekly da semana que vem, dedicada à comédia, tenha escolhido Melissa para a capa, com o título de “a nova rainha da comédia”. E que bela capa!

Melissa McCarthy na Entertainment Weekly

Categoria: Jornalismo, Televisão

Tags: ,

29/out 2011

O Meme Literário de Um Mês – Dia 29

29– Quantos livros em média você costuma comprar por mês?
Você costuma comprar livros em sebos, ou prefere as livrarias? Compra muito pela internet?

Isso varia um pouco, fica na média de uns cinco, eu acho. Esse mês, acabei de contar, foram oito. Talvez pela empolgação com o meme esse número tenha sido maior que a média. Mas, independente da quantidade que eu compro, uma coisa posso dizer com segurança: sempre são mais do que eu dou conta de ler.

Sobre as fontes de compra, acho que fica meio a meio entre livrarias físicas e pela internet. Raramente compro alguma coisa em sebo. Uma vez ou outra dou uma olhada no Estante Virtual, mas é raro eu comprar por lá.

Este post faz parte do Meme Literário de Um Mês 2011, proposto pelo blog Happy Batatinha. Participe, e leia os outros posts que fiz para o projeto.

Categoria: Livros

Tags:

28/out 2011

Glória Feita de Sangue (1957) – Projeto Stanley Kubrick

O ano era 1956. Stanley Kubrick tinha conseguido certo reconhecimento com O Grande Golpe, e a MGM, o maior estúdio da época, se interessou pelo trabalho do diretor. Porém, a parceria da MGM com a Harris-Kubrick, empresa do diretor com o produtor James B. Harris, acabou não se concretizando. Por sorte, Kubrick tinha escrito, junto com Jim Thompson, um roteiro baseado no livro Paths of Glory, de Humphrey Cobb. Eles bateram à porta da United Artists (que já havia produzido O Grande Golpe), que topou financiar o projeto, desde que eles tivessem uma estrela como protagonista. Mais uma vez a sorte estava ao lado do jovem diretor. Kirk Douglas, que sem dúvida se encaixava na exigência, tinha visto e gostado do último filme de Kubrick, e aceitou estrelar a adaptação.

Glória Feita de Sangue

Glória Feita de Sangue (Paths of Glory, 1957) tinha tudo para dar errado. O roteiro, polêmico, tem um discurso antimilitarista e uma visão nada orgulhosa da atuação francesa na Primeira Guerra (tanto que foi banido da França quando lançado). O filme não tem nem uma mulher no elenco (à exceção de Christiane Kubrick, que aparece na emocionante cena final) e, graças ao alto salário de Douglas, o longa não rendeu nem um centavo. No entanto, Kubrick teve a chance de fazer uma produção bem mais caprichada, usando várias câmeras, takes e efeitos que até então ele não tinha tido acesso. E com isso fez um filmaço!

O filme conta a história de uma divisão do exército francês que recebe uma missão considerada impossível, do alto comando: tomar uma colina controlada pelos alemães. Quando a missão fracassa, o general Mireau (George Macready), que ordenou o ataque procura um bode espiatório, levando um trio de soldados à corte marcial, sob a acusação de covardia frente ao inimigo. Em defesa desses homens atua o chefe da tropa, Coronel Dax (Douglas).

O filme mostra a guerra de forma crua e impiedosa, ao contrário da visão romantizada e heroica que era comum nos filmes da época. Não é à toa que o filme causou polêmica. O exército é mostrado como uma instituição cínica e cruel, onde o poder (e seu abuso) vale mais que tudo. Aqui, mais uma vez, Kubrick apresenta personagens longe de serem bons e nobres. Se Mireau chega a ser caricato (apesar de nunca exagerado) na sede de ver suas ordens cumpridas, ao mesmo tempo é um personagem extremamente plausível.

Glória Feita de Sangue

Tecnicamente, Kubrick fez um filme visualmente impactante. Cru e muito bem realizado, o longa chega a ser incômodo em alguns momentos, como na sequência do ataque fracassado, tamanha a realidade que a cena passa. O perfeccionismo do diretor fica evidente (diz-se que ele gastou toneladas de dinamite só em testes para conseguir a explosão perfeita), com cenas muito bem produzidas, mesmo vistas mais de 50 anos depois.

No fim das contas, Glória Feita de Sangue é um filme maravilhoso, sem dúvida o melhor de Kubrick até então. Com uma história interessante (apesar de nada feliz), o filme emociona muito na cena final, quando uma jovem alemã (vivida por Christiane Kubrick, que viria a se casar com o diretor no ano seguinte) é obrigada a cantar para o exército francês. Mais que isso, o filme abriu caminhos para Stanley Kubrick, que iria a seguir dirigir sua primeira superprodução, graças a Kirk Douglas.

Categoria: Cinema

Tags: , , ,

28/out 2011

Veja cartaz de Shameless

Correndo o risco de me tornar repetitivo, mas eu tinha que colocar esse cartaz da segunda temporada de Shameless, de tão lindeza que ficou!

Shameless

Vi na Fernanda Furquim. Ah, e respondendo a quem me pediu, vou sim fazer um post falando porque eu gosto tanto de Shameless. É só o tempo de eu fazer uma maratona com os episódios da primeira temporada.

Categoria: Televisão

Tags:

28/out 2011

Mais uma música do disco novo de Marisa Monte

Faltam três dias para o lançamento oficial do oitavo álbum de Marisa Monte, O Que Você Quer Saber de Verdade, e para esquentar os motores a cantora disponibilizou hoje no seu site oficial o segundo single (o primeiro foi Ainda Bem), da faixa-título, a primeira das 14 do disco. A música pode ser baixada gratuitamente, mas só até dia 31, segunda, quando o álbum chega às lojas. E, de quebra, ela lançou também o clipe de O Que Você Quer Saber de Verdade, gravado nas ruas de Nova York, e abusando da estética colorida da capa do disco.

A música, composição de Marisa com os tribalistas Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown, já tinha sido gravada por Arnaldo no seu disco Qualquer, de 2006. É mais uma bela canção desse novo disco que, a julgar pelo que já foi divulgado, traz uma Marisa em ótima forma.

Categoria: Clipes, Música

Tags:

28/out 2011

O Meme Literário de Um Mês – Dia 28

28– O que você faz quando encontra uma palavra que não conhece durante a leitura?
Para para procurar no dicionário? Anota para procurar depois? Ou tenta deduzir seu significado pelo contexto?

Geralmente, quando acho uma palavra que não conheço, ela acaba tendo o significado explicado pelo contexto. Quando isso não acontece e essa única palavra não atrapalha o entendimento do texto, confesso que acabo deixando pra lá. Agora, se aquela palavra atravanca o entendimento da leitura, paro na hora para consultar o dicionário. Não deixo para depois.

Este post faz parte do Meme Literário de Um Mês 2011, proposto pelo blog Happy Batatinha. Participe, e leia os outros posts que fiz para o projeto.

Categoria: Livros

Tags:

Página 1 de 912345...Última »

Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons.
Fósforo. © 2011 www.fosforo.blog.br