31/mai 2011

Ouça a música inédita do Kaiser Chiefs

E hoje, como quem não quer nada, a banda Kaiser Chiefs divulgou uma nova música (e de quebra um novo clipe) em seu canal no YouTube. A faixa se chama Little Shocks, e deve estar no novo álbum da banda, que após um hiato de três anos, deve ver a luz do dia no segundo semestre. Se o álbum seguir o que a nova canção indica, deve ser bem diferente do Kaiser Chiefs ao qual estamos acostumados.

A música é um tanto diferente da banda feliz que nos acostumamos a ouvir. Little Shocks é mais pesada, e não tem os refrões fáceis que fizeram Ruby, por exemplo (e seu ótimo clipe), estourar. Eu, particularmente, prefiro o Kaiser Chiefs antigo. Mas veja você mesmo o que acha.

Kaiser Chiefs – Little Shocks (Official Video)

 

Categoria: Música

Tags:

31/mai 2011

“Hear Me” é uma história de amor para se ver de coração aberto [Crítica IV]

Hear Me

Que coisa linda é a internet! Não fosse por ela, talvez nós, brasileiros, provavelmente nunca teríamos acesso a um filme feito em 2009 em Taiwan, sem muito alarde no resto do mundo. E estaríamos perdendo uma comédia romântica simpática e delicada, daquelas para se assistir de coração aberto.

Poster de Hear MeHear Me é a história de Tian Kuo (Eddie Pang), um rapaz de 20 anos que mora com os pais e entrega marmitas para o restaurante da família, que em uma de suas entregas conhece Yang Yang (Ivy Chen), em um centro de treinamento de natação para surdos. A irmã de Yang Yang, Xiao Peng (Michelle Chen), está se preparando para uma competição voltada a deficientes auditivos. O que acontece já dá para imaginar: Tian Kuo se apaixona por Yang Yang, mas a garota tem como objetivo de vida ver a irmã vencendo nas piscinas, e teme que o romance dos dois seja impedido pela barreira da linguagem. Nada diferente de uma comédia romântica como outra qualquer: garoto conhece garota, se apaixona, algo impede que os dois fiquem juntos de cara, e no final… bem, o final de Hear Me é uma bela e maravilhosa surpresa, que torna o filme ainda mais mágico, e claro que não vou contar para não estragar a surpresa.

Tian Kuo e Yang Yang se comunicam pela linguagem universal de sinais, SMS e MSN, e boa parte do filme não é falado. Os olhares, gestos e toques ganham muita importância nesse contexto, e a atuação do casal principal é impressionante. Yang Yang é bela e dedicada, e a gente logo entende porque Tian Kuo se encantou pela garota. Ele, por sua vez, é carismático e ganha nossa simpatia quase que instantaneamente, com seu jeito meio estabanado, meio exagerado, meio brincalhão. A cena em que ele se veste de árvore para conquistar Yang Yang é das mais engraçadas do filme. Engraçada, sim, porque Hear Me também é uma comédia das boas. Quando Yang Yang encontra pela primeira vez os pais de Tian Kuo, e os dois (que não conhecem a linguagem de sinais) encontram uma forma de conversar com a garota, é impossível não rir.

O filme ainda tem a história paralela da luta de Xiao Peng para realizar seu sonho, e como um acidente cuja culpa Yang Yang toma para si pode impedir que ele se realize. Um diálogo entre as duas irmãs sobre o assunto é um dos pontos altos do longa.

Hear Me traz como lição que não importa a linguagem usada para expressar o amor, desde que ela vá direto para o coração, vai funcionar. Conheço pouco do cinema oriental, mas a julgar por esse filme, recomento fortemente.

Categoria: Cinema, Críticas

Tags: ,

30/mai 2011

Maria Gadú e Caetano Veloso se completam em duo ao vivo

Maria Gadú e Caetano VelosoMuito tem se falado sobre a desnecessária redundância deste Multishow Ao Vivo Caetano e Maria Gadú. Isso talvez seja verdade, principalmente no que diz respeito a Gadú, que vai para o terceiro registro do mesmo repertório, já gravado ao vivo há menos de seis meses, pelo mesmo projeto Multishow Ao Vivo. A cantora, onipresente na mídia em 2010, já vem mostrando certo desgaste de sua imagem, agravado pelo fato de não demonstrar realmente a que veio com repertório inédito. Mas isso não quer dizer que o duo com Caetano seja totalmente desnecessário.

Se todo mundo já cansou de ouvir Bela Flor, Encontro e Dona Cila na voz de Gadú, há uma interessante interpretação de Shimbalaiê por Caetano. Aliás, se na parte solo de Caetano há números desnecessários, como Sozinho e Desde que o Samba é Samba, há também canções menos batidas, como De Noite na Cama, Genipapo Absoluto e a deliciosa Milagres do Povo.

Mas a parte boa da obra é mesmo aquela em que Caetano e Gadú se juntam, e mostram porque este dueto tinha mesmo que ser feito, em 12 canções que privilegiam a fantástica obra de Caetano Veloso, em interpretações sóbrias e belas. Não há como não sorrir ao ouvir Rapte-me, Camaleoa, O Leãozinho, Odara, ou o clássico de Adoniran Barbosa, Trem das Onze. Vê-se perfeitamente a simbiose que se cria entre o experiente Caetano, sua vasta obra e inegável talento, e a ainda novata, porém comprovadamente talentosa e com uma bela voz, Maria Gadú. É o típico caso de ganha-ganha, em que os dois talentos se completam, transformando uma obra que poderia ser dispensável em uma deliciosa surpresa.

Categoria: Música, Resenhas

Tags: ,

27/mai 2011

As cinco séries mais esperadas da temporada 2011/2012

Como ocorre todos os anos, essa semana os principais canais de TV americanos apresentaram suas programações para a próxima temporada, que começa por lá em setembro. É hora de conhecer as séries que ganham um novo ano de vida, aquelas que são canceladas e, principalmente, conhecer as novas atrações que podem ser os grandes hits da temporada. Esse ano a safra de novos seriados está recheada de boas sinopses e nomes mais que especiais envolvidos. Escolhi as cinco novas séries mais esperadas para a temporada 2011/2012, pelo menos para mim. Tem títulos para fã de seriado nenhum botar defeito.

 

Person of Interest

Person of Interest
Canal: CBS
Sobre: um ex-agente da CIA dado como morto (Jim Caviezel) que se une a um misterioso bilinário (Michael Emerson, de Lost) para evitar crimes violentos antes que eles aconteçam.
Porque pode ser bom: A volta de Ben Linus à TV, como um bilionário misterioso que prevê crimes antes que eles aconteçam já valeria dar uma chance a essa série. Mas além disso temos o midas atual do entretenimento, J. J. Abrams, na produção, além de Jonathan Nolan, irmão do Christopher e roteirista de Amnésia.

PERSON OF INTEREST Preview Trailer

 

Pan Am

Pan Am
Canal: ABC
Sobre: A série se passa nos anos 60, e explora todo o luxo que era voar de avião na época, em que os pilotos eram como rock stars e as aeromoças as mulheres mais desejadas (e invejadas). Pan Am é a mais luxuosa companhia aérea de sua época. A ABC descreve Pan Am como uma mistura de Mad Men com Grey’s Anatomy.
Porque pode ser bom: O trailer é uma delícia, o clima da série parece perfeito e, cá entre nós, ter Christina Ricci como protagonista de um seriado como esse deixa tudo mais interessante.

Pan Am – Trailer

 

Alcatraz

Alcatraz (estreia no midseason 2012)
Canal: Fox
Sobre: A mais famosa prisão dos EUA guarda segredos inimagináveis. É o que a detetive Rebecca Madson (Sarah Jones) vai descobrir quando um antigo prisioneiro de Alcatraz, supostamente morto, reaparece, sem ter envelhecido um dia sequer. E parece que ele não é o único. Ela vai contar com a ajuda de um especialista na história de Alcatraz (Jorge Garcia, de Lost) e um agente do FBI (Sam Neil).
Porque pode ser bom: Outra série sob a batuta de J. J. Abrams (sério, esse cara nunca descansa?), na área que ele mais entende: mistério e uma ilha no meio do nada. O elenco também chama a atenção.

Pan Am – Trailer

 

The New Girl

The New Girl
Canal: Fox
Sobre: Jessica Day (Zooey Deschanel), uma garota que, após terminar um longo relacionamento, passa a dividir um apartamento com três rapazes solteiros. O fio condutor da série é o conflito gerado pela convivência da garota com os colegas.
Porque pode ser bom: A premissa da série pode ser meio bobinha, mas achei o trailer engraçado. E qualquer projeto com a fofa da Zooey Deschanel merece nossa atenção.

Pan Am – Trailer

 

Smash

Smash
Canal: NBC
Sobre: Drama musical sobre um grupo de pessoas tentando montar um espetáculo na Broadway baseado na vida de Marilyn Monroe.
Porque pode ser bom: Depois de Glee, os musicais estão em alta, mas Smash parece ser arrebatador. Assistindo ao promo de 5 minutos divulgado, é impossível não ficar ansioso por essa série que estreia no midseason. O elenco é estelar: tem Debra Messing (a Grace do Will), Anjelica Huston, e o debut de Katharine McPhee, uma das mais belas vozes que já passaram pelo American Idol. Assista e entenda:

Pan Am – Trailer

 

Bonus I – Terra Nova
Já falei sobre as expectativas em cima de Terra Nova. A única preocupação é sobre os altos custos da série, o que pode impedir uma vida longa ao programa.

Bonus II – Touch
Touch é um drama sobrenatural que fala sobre a conexão que pessoas que nem se conhecem têm entre si, e como suas vidas se alteram. O único que tem consciência disso é um garoto autista e mudo, cujo pai será vivido por Kiefer Sutherland, o eterno Jack Bauer. A série é uma produção de Tim Kring (Heroes), estreia no midseason 2012, e ainda não teve o piloto gravado.

Categoria: Listas, Televisão

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

26/mai 2011

Contagem regressiva para a nova temporada de True Blood

25/mai 2011

Veja o novo trailer do filme dos Smurfs

Saiu o segundo trailer do filme Os Smurfs, que estreia em julho. Não sei porque, mas apesar desse filme ter chances de ser extremamente constrangedor, mesmo assim quero muito ver. Os Smurfs fizeram parte da minha infância.

Categoria: Cinema, Trailers

Tags: , , ,

25/mai 2011

Veja o trailer de “A Árvore da Vida”

A Árvore da Vida

A Árvore da Vida, se você não tá ligando o nome à pessoa, é o ganhador da Palma de Ouro em Cannes esse ano. O filme do diretor Terrence Malick é um dos mais esperados do ano, e chega ao Brasil no dia 24 de junho (nos EUA, estrei neste fim-de-semana).

A trama é sobre a trajetória de Jack (Sean Penn), da infância à vida adulta, quando busca uma reconciliação com o pai (Brad Pitt). No meio disso tudo, Jack tenta compreender a origem do universo, de todas as coisas e de si mesmo. Curiosamente, Brad Pitt interpreta o pai de Sean Penn, apesar de ser três anos mais novo que ele. Com certeza, os recursos de maquiagem entrarão em ação. Confira o belo trailer, com legendas em português:

A Árvore da Vida (2011) Trailer Oficial Legendado.

Categoria: Cinema, Trailers

Tags: , , ,

25/mai 2011

Uma Canção II – Teresa Cristina, “Beijo Sem”

Beijo Sem é um belíssimo samba composto por Adriana Calcachotto, e gravado por ela em seu disco Micróbio do Samba. Mas a versão definitiva foi a primeira gravação da música, feita por Teresa Cristina, com participação de Marisa Monte. Duvido que alguém continue não gostando de samba depois de ouvir essa bela apologia à mulher independente.

Beijo Sem
(Adriana Calcanhotto)

Eu não sou mais quem você
Deixou, amor
Vou a Lapa decotada
Bebo todas, beijo bem

Madrugada, sou da lira
Manhãzinha, de ninguém
Noite alta é meu dia
E a orgia é meu bem

Eu não sou mais quem você
Deixou de ver
Vou à Lapa decotada
Viro outras, beijo sem

Madrugada, sou da lira
Manhãzinha, de ninguém
Noite alta é meu dia
E a orgia é meu bem

Eu não sou mais quem você
Deixou, amor
Vou à Lapa decotada
Viro todas, beijo bem

Madrugada, sou da lira
Manhãzinha, de ninguém
Noite alta é meu dia
E a orgia é meu bem

Eu não sou mais quem você
Deixou de ver
Vou à Lapa decotada
Viro outras, beijo sem

Madrugada, sou da lira
Manhãzinha, de ninguém
Noite alta é meu dia
E a orgia é meu bem

Eu não sou mais

Categoria: Música, Uma Canção

Tags: , ,

24/mai 2011

Vamos ler mais?

Vamos ler mais?

Você gosta de ler? Quantos livros você lê por ano? Você se lembra do primeiro livro que leu na vida? Afinal, para que serve a leitura?

Na semana passada, a revista Veja trouxe como tema da reportagem de capa justamente a leitura. Um dos pontos mais interessantes apontados pela matéria é a refutação daquela premissa que diz de nada valer a leitura de livros como Harry Potter, Crepúsculo ou obras de auto-ajuda. Se esses livros não podem ser considerados exatamente obras-primas, eles servem de porta de entrada para o mundo da literatura. A revista defende que, a partir desses livros, possa se ir “evoluindo”, passando a obras cada vez mais eruditas, à medida que se toma familiaridade com a leitura. A matéria ilustra a tese, mostrando caminhos possíveis a partir das obras citadas. Assim, a partir de Crepúsculo, pode-se facilmente chegar a Crime e Castigo, passando por autores como Edgar Allan Poe e Shakespeare.

Os benefícios da leitura, acho que nem preciso falar. Todo o processo de compreensão do mundo em que vivemos passa pela leitura. Leitores têm visão crítica, leitores têm imaginação. Quem lê está mais preparado para a vida, para o trabalho, o que por si só já seria um estímulo e tanto para ler. Mas, mais que isso, ler é divertido, tanto quanto assistir a um filme ou a uma série de TV. Aliás, muito do que vemos nos filmes e séries de TV vem deles, dos livros.

Vamos Ler Mais?

Então vamos combinar uma coisa, eu e você, sem contar pra mais ninguém? Vamos ler mais? Vamos reservar um tempo para mergulhar na leitura? Vamos desligar a TV, que seja meia hora por dia? Não sejamos exigentes, podemos começar devagar, mas não vamos nos acomodar, eu garanto que vai valer a pena essa viagem. E se bater aquele desânimo, aquela vontade de parar, de no render às pressões e tentações do dia-a-dia, bom, nesse caso teremos um ao outro, eu e você, para dar aquele apoio e seguir em frente.

Respondendo às perguntas que fiz lá no começo, sim, eu adoro ler. Aliás, reza a lenda que, tamanha minha vontade de começar a decifrar o mundo das letras, me alfabetizei sozinho, lá pelos 4 anos, olhando as letrinhas e perguntando aos adultos ao redor. Mas confesso que as tentações da cultura pop, os filmes, as músicas e as séries, às vezes me deixam um pouco longe da leitura. Nunca parei pra contar quantos livros leio em um ano. Mas com certeza é menos do que gostaria, menos até do que a quantidade de livros que chegam a mim. Por isso esse desafio meu e seu vai valer a pena.

Ah, sobre o primeiro livro que li, não me lembro, mas certamente o primeiro livro destinado a adultos que consumi da primeira à última página foi Blecaute, do Marcelo Rubens Paiva, lá pelos 10 anos, acho eu, e o primeiro clássico (e meu favorito até hoje) foi Cem Anos de Solidão do Gabriel Garcia Márquez.

Categoria: Livros, Pensata

Tags:

24/mai 2011

Alanis Morissette divulga nova música

Alanis Morissette - Into a KingAlanis Morissette é uma das minhas cantoras favoritas. Foi o primeiro show internacional que assisti, uns bons 10 anos atrás, a primeira artista que fui fã de verdade, do tipo ter pôster na parede e uma coleção invejável de itens sobre ela (pensando agora, acho que foi a ÚNICA artista desde sempre de quem tive pôster na parede). Mas devo confessar que seu último disco, Flavors of Entanglement, não me empolgou muito. Mas nada que manchasse minha admiração por ela.

Então é de se entender minha empolgação ao ver, hoje, que Alanis divulgou uma nova canção em seu Twitter oficial. A música se chama Into a King, e é uma homenagem a seu marido, o rapper Mario Souleye Treadway, com quem ela faz hoje dois anos de casada. Os dois têm um filho, Ever Imre, que nasceu no dia de natal.

Into a King é fofa, romântica, delicada, enfim, uma delícia daquelas que só Alanis consegue fazer. Ouve aí comigo, veja a letra logo embaixo, e diz se você não concorda!

It started harmless enough
Animal infatuation
But something within it prevailed

You were a sweet amalgamation
Of all the parts I have loved
The hottest slippery slope

And out came depth
And out comes healing
Out comes friendship unlike any I have known

Happy anniversary baby
You’ve gone from a prince into a king
Happy anniversary darling
I’ve gone from a maiden to a queen

continued and softened us up
our rocks are hewn by this water of love
and steadfast: our pinky swear

and out comes fun
out comes relief
out comes championing unlike any I have known

Happy anniversary baby
You’ve gone from a prince into a king
Happy anniversary darling
I’ve gone from a maiden to a queen

And how far have we come
how far we’ve yet to go
til we’re gray great grandparents
til we’re one tiny little wrinkle
I say I do I do I do

Happy anniversary baby
You’ve gone from a prince into a king
Happy anniversary darling
I’ve gone from a maiden to a queen

And so, we’ll trapse from paper through diamonds
A family tree’s genesis
Our fingers t’wining together

And out comes ever
And out comes alchemy
And out comes drooling on your chest

Happy anniversary baby
You’ve gone from a prince into a king
Happy anniversary darling
I’ve gone from a maiden to a queen

Categoria: Música

Tags:

Página 1 de 3123

Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons.
Fósforo. © 2011 www.fosforo.blog.br